Liliane Taira
Liliane Taira

O verdadeiro sentido de elegância transcende o apuro estético e se instala no gestual, nas ideias e na maneira de ser. Dessa premissa, somada à vontade de criar um estilo inusitado, chic e atemporal, surgiu a Mocha – pronuncia-se “môca”, uma referência ao nobre café árabe, com o qual tem em comum a suavidade. Fundada em 2013, a marca da empresária carioca Lily Taira já nasceu traçando um caminho próprio, na contramão do fast fashion e do consumo desmedido.

Seu estilo foi pensado para a mulher que busca roupas belas, duráveis e versáteis, possíveis de serem usadas de dia e à noite. O design clean e a estamparia dão o tom contemporâneo, aliados à qualidade dos materiais naturais nobres provendo um estilo atemporal, mas com personalidade. O mix inclui roupas femininas e acessórios como sapatos, bolsas e bijoux.

Em clima intimista, tem produtos confeccionados com equipe própria, integrada nas diferentes etapas. A sinergia entre as equipes de criação, costureiras e modelistas cria um elo de comprometimento que reflete no resultado final: produtos com qualidade superior. A direção de estilo foi da designer Ana Voss durante quatro anos desde o nascimento da mocha, e atualmente desde Junho de 2017 a estilista Layana Thomaz assume a direção criativa e de estilo.

A marca ainda conta com a dupla Gabriela Garcia e a Maitê Lacerda, da Benta Studio, que responde pelo trabalho exclusivo de estamparia, além do branding e direção de arte das campanhas e catálogos. 

Atualmente, a Mocha está à venda no Brasil nas multimarcas Cartel 011 (São Paulo), Dona Coisa (Rio de Janeiro), Dona Santa (Recife), Mapi 49 (Goiânia), nos e-commerce Os/On e Oh K!; e na Austrália na Melko (Melbourne) e no Japão na Seibu Shibuya.

E com participa em São Paulo do Conceito Showroom e em Tokio do Bring Showroom.

Liliane Taira - Engenheira de produção formada na UFRJ e estudante de Psicologia com pós-graduação em Filosofia, Lily mergulhou no universo da moda com visão empreendedora, capaz de enxergar além dos croquis e planejar a estrutura e execução de cada detalhe, desde roupas até tags e fotos de divulgação. Por isso, até mesmo a criação da marca começou por um caminho inverso – antes de delinear o conceito de marca e estilo, Lily pensou adiante e abriu uma empresa para adquirir experiência em facção, a Oliva Bazar, em 2012. Por isso, a Mocha foi uma das poucas marcas que nasceram com a prerrogativa de uma equipe estruturada para confecção própria.

Layana Thomaz – Começou sua trajetória na moda aos 14 anos trabalhando com modelo para marcas como Chanel, Dolce&Gabbana e Cacharel, entre outras. Em 1999, passou a trabalhar como produtora de moda e figurinista.

Seu mais importante trabalho na TV foi como assistente de figurino no programa "Os Normais", da Rede Globo.

Em 2003, Layana lançou sua própria marca de roupas femininas e infantis batida de "Vista a Roupa Meu Bem!".

É reconhecida até hoje por ser a primeira estilista carioca a criar roupas com design para crianças, o que, na época da sua estreia, chamou a atenção do público e da crítica especializada de maneira muito positiva. De tanto ouvir sua roupa chamada por seu próprio nome, a estilista rebatizou sua marca de "Layana Thomaz".

Em 2005 estreou na passarela da semana de moda do Rio de Janeiro, o Fashion Rio, e mais uma vez recebeu aplausos por suas criações.

Bastou a estreia para que Layana entrasse no calendário oficial do evento, do qual participou de oito edições.

De volta ao Brasil, depois de uma temporada morando em Paris, a estilista realizou em parceria com a marca Redley, o projeto de arte e moda "Redley X Cópia", durante todo o ano de 2010.

Atualmente, Layana trabalha em seu projeto ALOJA, uma loja itinerante, que já é sucesso em sua nona edição.

Idealizadora da empreitada sócio-política, marca carnavalesca de maiôs e biquinis feministas "Negoçada", criada junto com a amiga Maíra Nascimento.  

Em Junho de 2017 assumiu a direção criativa e de estilo da Mocha.